Arquivo da categoria: Mães

O que aprendi como mãe

foto maes

 

Dizem que quando nasce uma criança, nasce junto uma mãe. Um ser especial, repleto de amor incondicional e cuidados infinitos, cujo papel passa a ser a realização de seu filho. De fato, nasce com o filho uma nova mulher, grande parte das vezes insegura e cheia de incertezas, precisando de acolhimento tanto quanto o seu bebê.

Cobrada por si mesmo e pelos papeis que a sociedade impõe, é comum a mulher se colocar no papel de super heroína, que precisa ser cumprido com total abnegação para que seja perfeito.

O que aprendi como mãe é que apesar do amor sem fim, da dedicação constante em todas as fases da vida de meus filhos, o que preciso para ser melhor para eles é me mostrar de carne e osso e agir apenas com verdade.

Aprendi sendo mãe que estar realizada em todas as áreas de minha vida transcende aos olhos e corações de meus filhos, que mesmo sem entender, conseguem sentir que o ser que os ama tem muito mais a oferecer quando está inteira como mulher, como pessoa, como profissional, como dona de casa… e que isso os faz mais feliz.

Aprendi que mesmo procurando protegê-los de dissabores desnecessários para suas idades e poupá-los de tristezas as quais não precisam ser envolvidos, eles não precisam ser isolados da realidade da vida, das coisas e das pessoas que não dão certo, mas sim aprender com elas o que podem ser a partir de suas escolhas.

Aprendi que posso me cansar do papel de vez em quando, que posso querer ficar só algumas vezes, sem culpa, ainda que paradoxalmente meus pensamentos estejam sempre, e até mais, com eles quando não estão por perto.

Aprendi apenas sendo mãe o significado do olhar triste ou cansado de minha mãe depois de um dia difícil e o impacto que ele tinha sobre mim, para não querer que meus filhos o sintam sem saber o quanto são sentimentos normais e com os quais eles não precisam se ressentir.

Aprendi também apenas sendo mãe, o impacto positivo do carinho que eu dava e recebia em troca de minha mãe para consolar este mesmo olhar, e o Sol que ele se tornava para nós duas para que eu o repita quantas vezes forem necessárias com os meus filhos.

Aprendi que por mais que tenha de ser rocha para eles, posso ser rio quando for preciso e me deixar escoar em seus braços tanto quanto eles podem e devem nos meus.

Aprendi que ser para ser uma melhor mãe para eles, eu só preciso ser a mulher de verdade com eles.

Ao meu amor maior

coração 2

Existem pessoas que marcam a nossa existência de tal forma, que mesmo em sua ausência física, sentimos sua constante presença.

Pessoas cheias de qualidades e também de defeitos próprios da natureza humana e do mundo de expiação a que estamos sujeitos em nossa passagem terrena… mas, acima de tudo, pessoas que emocionam, encantam e enobrecem o mundo ao seu redor pela profusão do seu amor.

E que mesmo amando em excesso, conseguem deixar livres – apesar do coração apertado – aos que amam.

Pessoas que deixam como o maior legado para os seus descendentes, a mais valiosa e rica herança que se pode deixar… o exemplo da força, da coragem, da luta, do respeito ao próximo, da bondade, da ética e, de novo, de um imenso amor.

Estas pessoas, ao partirem, partem também nossos corações, mas deixam a certeza de que Deus existe e que sua passagem de luz deixará acesa a esperança de um dia nos reencontrarmos.

Ao meu amor maior: minha mãe querida.