A vida é um eterno balanço

balanco2

Chegamos a mais um mês de dezembro, mais um final de ano, mais um período sabático em que todos aproveitam para fazer o seu balanço da vida, para refletir e descobrir se em meio a tantos acontecimentos, seu maior saldo foi de merengues ou perrengues. Mas, mais importante do que analisar o que se passou, é analisar o que fazer com o que se passou para tentar melhorar o saldo do ano que virá.

Hoje em dia, proliferam metodologias para nos ensinar a fazer tais analises de forma “profissional”, com aferição de desempenhos dentro de métricas hipotéticas. De verdade, nada disso é necessário se aplicarmos a melhor ferramenta de medição para este fim: a da realização.

A única regra para usar esta ferramenta é ter a consciência de que ela se baseia no ser antes mesmo do ter. É com ela que você poderá identificar, de fato, se o carro que comprou, o emprego novo que começou, o namorado (a) que arranjou, a academia que pagou lhe preencheu com algo de real valor. Valor este que não se contabiliza em moedas, mas em sentimento de leveza, de paz de espirito, de dever cumprido, de consciência tranquila, enfim, de conquistas interiores.

Então vamos lá, pensando sobre cada um dos setores de sua vida: trabalho, família, casa, amigos, saúde, estudos… o que cada um deles lhe trouxe de aprendizado e sentimento final? Não importa se perdeu, se chorou, já que é fato que o aprendizado costuma vir mais pela dor que pelo amor.  O que vale é o que ficou no caixa de cada experiência.

Se você fez dos limões uma bela limonada; dos pepinos, uma grande salada; das derrotas, motivação para recomeçar, então certamente o seu saldo é positivo.

No mais, é partir para um novo ano com a consciência que a nossa vida, por si só, é um eterno balanço. Conduza a sua sempre para o melhor movimento.

4 comentários em “A vida é um eterno balanço

  1. Adorei o texto e posso dizer, sem margem de erro, que 2014 foi o ano que mais realizei coisas que queria, pessoais e profissionais. Analisando o meu ano, não sei como consegui fazer tanta coisa ao mesmo tempo, e ainda tirar folga para me divertir, conhecer pessoas, viver momentos únicos e ficar à toa, mesmo que em menor frequência.
    2014 foi muito intenso, mas para mim foi muito bom.
    Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s